sexta-feira, 27 de julho de 2018

ESTAMOS EM GUERRA, CASAMENTOS DESCARTÁVEIS E FAMÍLIAS EM SEGUNDO PLANO !

FORMAÇÃO

LUTE!


Estamos em guerra

Parece meio lógico esse tema, não é? Mas de que guerra estamos falando aqui? Seria a da Síria? A guerra que não cessa na Terra Santa? As guerras urbanas que enfrentamos no nosso dia a dia? Não! De jeito nenhum! Essas guerras, todos já conhecemos. As que não conhecemos podemos assistir em um telejornal, pesquisar na internet ou até mesmo numa conversa informal com os amigos.
Estou falando da guerra que as famílias estão enfrentando, dos casamentos descartáveis, onde qualquer obstáculo, por menor que seja, já é suficiente para desistir. E daí se fizemos votos? E daí se tivemos filhos? Hoje em dia, são tantos filhos de casais divorciados, que isso não surpreende ninguém nem faz diferença.
-Estamos-em-guerra:-casamento-descartáveis-e-famílias-em-segundo-plano-Foto: stocknshares

Adversário errado

Há algum tempo, assisti a um filme chamado ‘Quarto de Guerra’. Embora meu casamento não estivesse em crise, aquilo mexeu muito comigo, pois mostrava que, muitas vezes, lutamos contra o adversário errado. O demônio é o grande inimigo, é ele quem quer acabar com os casamentos, fazer você pensar que não vale a pena, que é só recomeçar e pronto.
Muitos dizem que o mundo está perdido, e, às vezes, eu também penso isso. Se for verdade mesmo, então, o que resta ao inimigo? Acabar com as famílias! E esta, quando se fere, machuca a base e todo o resto desmorona. Uma nação jamais poderá subsistir se a célula mater da sociedade estiver ferida.

Contra quem estou lutando?

Bom, voltando ao filme, fiz uma boa reflexão sobre meu matrimônio, sobre os passos que poderia dar para que as brechas fossem fechadas no meu relacionamento com meu esposo e com meus filhos, para que o inimigo não tivesse vez dentro da minha casa. Fiz até mesmo como no filme e criei meu “canto de guerra”, coloquei várias fotos da minha família, das várias etapas que vivemos, Palavras que o Senhor me deu em momentos de oração, cartinhas do meu filho mais velho. E assim toda manhã eu acordo e, ao me arrumar, vou vendo para que estou vivendo, para Quem estou vivendo e contra quem estou lutando. Se você não assistiu ao filme, vale a pena. Prepare o lencinho e abra seu coração.
Se você ainda é solteiro, já vai se entregando ao Senhor, para que a vontade d’Ele prevaleça em sua vida. Mais do que o seu desejo, que o sonho de Deus seja o seu sonho. Agora, se você já está casado, não ignore os sinais de destruição que o inimigo vai lançando sobre seu lar. Às vezes, ele atinge direto na relação do casal, seja o desgaste do tempo, a falta de diálogo, desemprego, traições, vícios, a falta de sintonia na hora de educar as crianças entre outros. Porém, quando ele não consegue atingir o casal, vai direto nos filhos, na maneira como os educamos ou deseducamos quando eles são pequenos; quando eles crescem, as crises e modinhas (autodestrutivas), próprias da adolescência. E quando ficam ainda mais velhos, com quem estão se relacionando, como estão vivendo… Enfim, uma preocupação sem fim!

Casamentos nulos

Quero fazer uma ressalva: é claro que existem casamentos que são nulos, ou seja, nunca deveriam ter acontecido, mas, por algum motivo, aconteceram e foram se tornando uma grande tragédia. Sendo assim, o divórcio e a nulidade são o caminho a ser tomado. Não podemos, no entanto, perder o foco, pois é o demônio nosso verdadeiro inimigo, é contra ele que lutamos e precisamos estar preparados.

Lute a sua guerra!

Lembro-me de uma música que ouvia na minha adolescência, durante as Missas de cura e libertação, quando ainda não era da Comunidade Canção Nova, mas já a frequentava assiduamente. Uma música extremamente forte, que, com certeza, tinha poder e unção, pois era impossível não sentir a força de Deus quando a cantávamos. Ela dizia assim: “Levanta-Te. Levanta-Te, Senhor. Que fujam diante de Ti Teus inimigos, se dispersem diante de Ti todos aqueles que aborrecem Tua presença. Tua presença reinará sobre todo império, Tua presença reinará e governará sobre todos os principados”.
Penso que esse já seja um bom começo para você juntar forças e começar a lutar a sua guerra. Pegue sua cruz, sua família e lute! Ore, ore sem cessar. Os tempos são difíceis, mas não impossíveis de vencer, pois temos o Cristo ao nosso lado e Ele já venceu a maior das batalhas. Sua família é responsabilidade sua, Deus a confiou a você. Então, você precisa estar preparado para a batalha. Ore, jejue e confie.
Deus é contigo.

Kelly Kruschewsky

Kelly Kruschewsky é professora no Instituto Canção Nova. Consagrada permanente na Comunidade Canção Nova, ela é casada com João Paulo Kruschewsky e mãe de três filhos: Pedro, Rafael e Elisa.


VISITA DA IMAGEM DA SAGRADA FAMÍLIA E TERÇO DAS FAMÍLIAS NA CASA DA FAMÍLIA DA JÚLIA E THALES

No dia 24 de julho de 2018, a Pastoral Familiar Nossa Senhora de Fátima esteve presente levando a presença da Sagrada Família e a oração do Terço das Famílias na casa da Família da Júlia e do Thales. Rezamos, partilhamos e pedimos a Benção de Deus para aquela casa e aquela Família. O Diácono João Márcio que é membro da Pastoral Familiar levou a Benção de Deus em cada cômodo da casa, levando a Graça e a Presença de Deus, para que a paz, a harmonia e a união possa reinar neste lar. Obrigado Jesus por essa nova oportunidade de estarmos juntos !

Sagrada Família de Nazareth, a nossa Família vossa é !!!!


REUNIÃO DA PASTORAL FAMILIAR

No dia 13 de julho de 2018, nos reunimos no salão da Paróquia Nossa Senhora de Fátima para a nossa reunião mensal, onde tratamos de temas importantes para tomarmos algumas decisões fundamentais para a continuidade de nossos trabalhos nesse ano de 2018. Continuamos com a mesma dedicação e empenho, para que a vontade de Deus possa se cumprir em nossos trabalhos, e possamos cada vez mais ir ao encontro das Famílias e das pessoas que mais precisam. Louvado seja Deus por estarmos juntos partilhando mais uma vez !!!!

Sagrada Família de Nazareth, a nossa Família vossa é !!!!


ENCONTRO EM PREPARAÇÃO PARA O BATISMO DIA 14/07/2018

No dia 14 de julho de 2018 no salão da Igreja de Nossa Senhora Auxiliadora, a Pastoral Familiar Nossa Senhora de Fátima ministrou o Encontro em Preparação para o Batismo, onde com a presença dos pais e padrinhos refletimos sobre temas importantes, no qual serão muito importantes para nortear a caminhada Cristã dos filhos e afilhados, que a partir do Sacramento do Batismo são inseridos na Comunidade, que é a nossa Igreja, onde a partir daí, com a ajuda dos pais e padrinhos iniciam a sua caminhada. Agradecemos muito a Deus pela oportunidade de mais uma vez estarmos juntos nesse momento muito importante !

Sagrada Família de Nazareth, a nossa Família vossa é !!!!


quarta-feira, 11 de julho de 2018

O SIGNIFICADO DE CADA LETRA DA PALAVRA FAMÍLIA

FORMAÇÃO

COMPROMISSOS DEFINITIVOS


Saiba qual o significado de cada letra da palavra família

Qual o significado da família? Pare e pense um instante para responder essa pergunta. O valor contido nessa instituição, um ambiente familiar, é imenso, incalculável. Isso nos remete aos nossos ancestrais: pais, avós e bisavós. Graças à união deles e a nossa árvore genealógica, estamos aqui para refletir e ter o coração grato ao nosso passado.
E, para esse olhamos com gratidão; para o presente, com paixão, e contemplamos o futuro com esperança. Atento às necessidades do mundo atual, o Santo Padre acompanhou, com ternura de pai, a realização do Sínodo Ordinário dos Bispos sobre a Família até a sua conclusão. Depois de três semanas de trabalhos, o Papa ouviu atentamente as declarações dos cerca de trezentos participantes.
Foto ilustrativa: evgenyatamanenko by Getty Images
Com sabedoria e discernimento próprios dele, o primeiro Papa jesuíta da Igreja Católica, apresentou seu discurso de conclusão. A palavra “significado” acompanhou cada parágrafo do documento. As três semanas de trabalho no Vaticano foram o ponto de chegada de um longo caminho percorrido por cristãos do mundo todo.
Os debates deram demonstrações da vitalidade da Igreja Católica. Quase despercebido, no rodapé, um detalhe do discurso do Papa Francisco, disponível na internet, chama à atenção. Uma análise em forma de acróstico ajuda a resumir a missão da família na Igreja.

O significado de cada letra da palavra família

O texto original foi escrito em italiano, portanto, as iniciais são da palavra famiglia:
Formar as novas gerações para viverem seriamente o amor, não como pretensão individualista, baseada apenas no prazer e no “usa e joga fora”, mas para acreditarem novamente no amor autêntico, fecundo e perpétuo, como único caminho para sair de si mesmo, para abrir-se ao outro, sair da solidão e viver a vontade de Deus, para realizar-se plenamente e compreender que o matrimônio é o “espaço onde se manifesta o amor divino, para defender a sacralidade da vida, de toda a vida, e defender a unidade e a indissolubilidade do vínculo conjugal como sinal da graça de Deus e da capacidade que o homem tem de amar seriamente” (Homilia na Missa de Abertura do Sínodo, 4 de Outubro de 2015); enfim, para valorizar os cursos pré-matrimoniais como oportunidade de aprofundar o sentido cristão do sacramento do matrimônio;
Aviar-se ao encontro dos outros, porque, uma Igreja fechada em si mesma é morta; uma Igreja que não sai do seu aprisco para procurar, acolher e conduzir todos a Cristo, atraiçoa a sua missão e vocação;
Manifestar e estender a misericórdia de Deus às famílias necessitadas; às pessoas abandonadas; aos idosos negligenciados; aos filhos feridos pela separação dos pais; às famílias pobres que lutam para sobreviver; aos pecadores que batem às nossas portas e àqueles que se mantêm longe; aos deficientes e a todos aqueles que se sentem feridos na alma e no corpo; e aos casais dilacerados pela dor, doença, morte ou perseguição;

Iluminar as consciências, frequentemente rodeadas por dinâmicas nocivas e subtis

Iluminar as consciências, frequentemente rodeadas por dinâmicas nocivas e subtis, que procuram até se pôr no lugar de Deus Criador.
Tais dinâmicas devem ser desmascaradas e combatidas no pleno respeito pela dignidade de cada pessoa; ganhar e reconstruir com humildade a confiança na Igreja, seriamente diminuída por causa da conduta e dos pecados dos seus próprios filhos.
Infelizmente, o contratestemunho e os escândalos cometidos dentro da Igreja por alguns clérigos afetaram a sua credibilidade e obscureceram o fulgor da sua mensagem salvífica;
Labutar intensamente por apoiar e incentivar as famílias sãs, as famílias fiéis e numerosas que continuam, não obstante as suas fadigas diárias, a dar um grande testemunho de fidelidade aos ensinamentos da Igreja e aos mandamentos do Senhor;

Tirar do coração dos jovens o medo de assumir compromissos definitivos

Idear uma pastoral familiar renovada, que esteja baseada no Evangelho e respeite as diferenças culturais; uma pastoral capaz de transmitir a Boa Nova com linguagem atraente e jubilosa, tirar do coração dos jovens o medo de assumir compromissos definitivos; uma pastoral que preste uma atenção particular aos filhos que são as verdadeiras vítimas das lacerações familiares; uma pastoral inovadora que implemente uma preparação adequada para o sacramento do matrimônio e ponha termo a costumes vigentes, os quais, muitas vezes, preocupam-se mais com a aparência de uma formalidade do que com a educação para um compromisso que dure a vida inteira;
Amar incondicionalmente todas as famílias e, de modo particular, aquelas que atravessam um período de dificuldade.
Nenhuma família deve sentir-se sozinha ou excluída do amor e do abraço da Igreja; o verdadeiro escândalo é o medo de amar e manifestar concretamente esse amor.

A Igreja não tem medo de abalar as consciências anestesiadas

O Santo Padre afirma que a Igreja “não tem medo de abalar as consciências anestesiadas ou sujar as mãos com discussões animadas e francas sobre a família”.
Os bispos buscaram olhar e ler as realidades com os olhos de Deus, para acender e iluminar com a chama da fé os corações das pessoas numa época marcada por desânimo, crise social, econômica, moral e negativa.
Corações fechados também foram observados, bem como tentativas de julgamento, com sinais de superioridade e superficialidade.
No entanto, no Sínodo prevaleceram livre expressão de opiniões e resultaram em um diálogo rico e animado, “proporcionando a imagem viva de uma Igreja que não usa – impressos prontos-, mas que, da fonte inexaurível da sua fé, tira água viva para saciar os corações ressequidos”.

Rodrigo Luiz dos Santos

Missionário na Canção Nova, Rodrigo é, atualmente, responsável de missão da Canção Nova em São Paulo (SP). Apresentador da TV Canção Nova, estudou Filosofia e formou-se em Jornalismo pela Faculdade Canção Nova. É casado com Adelita Stoebel, também missionária na mesma comunidade.

FEIRA DOS DOCES DA PASTORAL FAMILIAR

No dia 08 de agosto de 2018, a Pastoral Familiar realizou novamente antes da Santa Missa das 10:00 hs da manhã a nossa feira dos doces, onde nossos amigos e agentes da Pastoral Familiar prepararam com muito carinho alguns doces para oferecer os números que são vendidos através de um valor simbólico, para que os irmãos que vem participar da Santa Missa dominical, ao final dela é realizado através do Monsenhor Luiz Carlos o sorteio de 4 doces, com 4 oportunidades para se ganhar, e desfrutar de uma deliciosa sobremesa no domingo. Mais uma vez 4 pessoas foram contempladas,e vão desfrutar de um domingo mais doce e saboroso, através dos nossos doces. Agradecemos muito a Deus pela oportunidade, aos Monsenhor Luiz Carlos que nos permite realizar o sorteio aos segundos domingos do mês, e aos agentes da Pastoral Familiar, que mais uma vez nos ajudou, ofertando os doces para a nossa rifa, nos ajudando também aos poucos fazer o nosso caixa para as nossas atividades Pastorais!!!

Sagrada Família de Nazareth, a nossa Família vossa é !!!!!!!


VISITA DA IMAGEM DA SAGRADA FAMÍLIA NA CASA DA FAMÍLIA DA MARÍLIA

No dia 06 de julho de 2018, a Pastoral Familiar esteve presente na casa dos pais na Marília, que junto com o seu esposo Willian, a partir de agora fazem parte da Pastoral Familiar da Paróquia Nossa Senhora de Fátima. Foi um momento de oração muito rico, onde o Espírito Santo Trabalho de maneira sobrenatural, nos levando a uma experiência fantástica na presença dele. Rezamos também o Terço das Famílias, e tivemos um rico momento de partilha da Palavra de Deus, onde  pudemos refletir e conversar a respeito do que Deus trouxe para nós naquela noite. Agradecemos muito a acolhida dos pais da Marília e seus irmãos, foram muito simpáticos e acolhedores conosco, e que possamos novamente ter essa experiência maravilhosa junto com vocês !!!!!!

Sagrada Família de Nazareth, a nossa Família vossa é !!!!!